Ela Foi Queimada Viva E Deixada À Mercê Da Morte Num Ataque De Ciúmes. Mas Voltou E Não Desiste Enquanto…

Em 2012, o impensável aconteceu a Dana Vulin: Depois de uma mulher acreditar que Dana andava envolvida com o seu marido, a mulher juntamente com um amigo invadiu a casa de Dana enquanto ela dormia, ateando fogo à casa. Dana vivia em Perth – Austrália, tinha apenas 25 anos de idade.

Dana: “Fui perseguida durante seis semanas, ela encharcou-me com álcool e viu-me arder enquanto ria-se. Ela deixou-me para morrer. Ainda é muito difícil falar sobre o que aconteceu.”

Quando Dana chegou ao Hospital foi colocada em coma induzido, e não recuperou a consciência durante 10 dias.vulin2-620x349-600x337Felizmente Dana sobreviveu. Ficou com queimaduras de terceiro grau em 64% do corpo. Ficou irreconhecível, até mesmo para a família e amigos. Nos meses que se seguiram, submeteu-se a várias cirurgias reconstrutivas, bem como a terapia ocupacional e fisioterapia diária. Também teve que usar uma máscara de compressão durante 30 meses, que cobriam o rosto completamente.switcher_dana_1_195bqsq-195bqtp-600x337Enquanto ainda usava a máscara de compressão, Dana teve que enfrentar a sua agressora em tribunal (a mulher acabou por ser condenado a 17 anos por causar lesões corporais graves).unnamed6-600x600Em 2013, Dana enfrentou outra batalha impensável quando foi diagnosticada com um cancro cervical. “Se achava que as coisas não podiam piorar, agora sei que podem.”, disse Dana, expressando o sentimento naquele momento.

“Não houve um dia desde que fui queimada que voltasse a ser a mesma coisa. Mudou a minha vida em todos os sentidos”.fullsizerender-2-850x850 Em 2014, Dana tirou a máscara em público pela primeira vez na televisão australiana. Durante a emissão, partilhou com os telespectadores: “O meu sorriso é um pouco frouxo, estou consciente do meu sorriso, mas tenho esforçado imenso para ter novamente a minha boca e lábios, tenho saudades de usar batom.”

Quatro anos mais tarde, Dana ainda está a lidar com a situação, e tenta levar as coisas um dia de cada vez. “Acabei de receber outra operação de enxerto de pele. Normalmente estou no hospital duas vezes por semana, mas isso não me impediu de tentar concretizar grandes coisas.”d11-850x850Para Dana, ultrapassar o violento ato de mudança de vida que ela experimentou à pouco mais de quatro anos atrás, significou aprender a abraçar esta nova versão de si mesma.

“Sou um Frankenstein moderno, agora sou tão única no interior como no exterior. Estava desesperada por parecer de uma determinada maneira, agora posso dizer que o meu espírito é bastante melhor. Sou uma versão melhor de mim, mesmo com todas estas cicatrizes.

“Aprendi a apreciar os meus pontos fortes e tive que acreditar em milagres. Este enorme milagre tem sido o apoio da minha família e amigos. Não podia escovar os dentes durante mais de um ano. Não teria sobrevivido sem eles.”d5-850x850Desde que Dana partilhou a sua história, recebeu imensas manifestações de apoio de todo o mundo. “É incrível como tantas pessoas têm sido capazes de relacionar-se com a minha história. Desde pessoas que sofreram de cancro até vítimas de todos os tipos de violência.”

A vida de Dana hoje é muito diferente do que era há quatro anos, quando Dana era uma recém-formada, com uma especialização em publicidade. “A minha vida transformou-se completamente, agora passo os dias a fazer voluntariado e dar de volta. Sensibilizar e discursar em público é uma grande parte da minha vida agora.”d21-600x600Estas são algumas das organizações a quem Dana dedica o seu tempo agora: The Fiona Wood Foundation, The Survivor Foundation, e ainda é um embaixadora oficial da Lifeline. Também apareceu na campanha “Kiss Violence Against Women Goodbye”, pressionando para sanções mais pesadas para agressores.

Além de ser defensora das vítimas de queimaduras e prevenção do suicídio, Dana tem um livro de memórias e curso, detalhando a sua provação, com lançamento previsto para 2017.

Ninguém devia ter que passar pelo que Dana passou, ela espera que as mulheres vejam a sua história como uma mensagem de esperança. “Não sabes o quanto és forte até acontecer algo assim. Se posso oferecer um conselho, é ama quem és, e ama a pele que tens. Todos somos únicos e é isso que nos faz bonitos.”